quinta-feira, 7 de junho de 2012

Botequim 208, 208 sul, Brasília/DF

Pessoas,

de boteco todo mundo gosta: é quase sinônimo de bom bate-papo, reunião de amigos, distração, divertimento.  Daí, o Botequim 208, aberto há 1 mês, resolveu incrementar as qualidades do boteco e juntou uma boa e variada cozinha, contemplando regionalidades do país todo, pra ninguém mais ter desculpa par recusar um convite amigo. Ah, e, nas paredes, painéis lindos homenageando nossa Brasília, pois nesse país lugar melhor não há :-)


À convite da casa, fomos provar alguns petiscos, observar a decoração luminotécnica criativa (feitas com garrafas com lâmpadas dentro) e ouvir um pouco sobre a proposta da casa. Além de servir boa comida, com ingredientes selecionados e de qualidade, como já dito, o Botequim 208 não tem televisão (\o/) e a música, brasileira, claro, é de altura controlada para não incomodar nem vizinhos nem os próprios clientes. Ainda no quesito música, embaixo de todas as mesas tem um estofado casca de ovo grudado, para melhorar a acústica e evitar excesso de ruídos. Adorei!

A qualidade no atendimento é outra preocupação da casa. Maciel e Lula, sócios-proprietários do Botequim 208, ressaltaram como Brasília é carente em bom atendimento e garantiram estarem preparados para atender bem a clientela brasiliense. Gostei muito que focaram em um dos problemas mais recorrentes dos estabelecimentos da cidade. 

O cardápio da casa (que você ver aqui) é variado e é bom ir para lá tendo noção do quer comer e beber, senão ficará horas perdido. 

Para beber, há cervejas long neck por volta de R$ 6,00, um leque imenso de destilados, drinks, refrigerantes. Das bebidas, destaco três coisas. 

Primeiro, o chopp Brahma (R$ 5,60 200ml), que passa por rigoroso processo de refrigeração e é servido com ou sem colarinho, a pedido do cliente (repito porque amei a postura da casa: pode vir sem colarinho também, porque cada um é que sabe da sua vida e o bar não tem que se meter nisso, né?). O Vinicius atestou que estava muito bom. 

Segundo, os sucos, pois ao perguntar quais eram naturais, o garçom disse tantas opções (uva, morango, kiwi, abacaxi, mexerica, laranja, etc) que fiquei com a impressão de que não trabalham com polpas. Provei o de kiwi e o de mexerica: naturalíssimos e deliciosos. Custam R$ 4,20 cada. 

Terceiro, a Caipiroska Nevada, por R$ 8,90: um mix de frozen e caipiroska perigosíssimo de tão gostoso e docinho que a meninas vão tudo bebendo como se não houvesse amanhã. Amei o de limão, mas a de maracujá também foi muito elogiada. A de morango não provei.



Para comer, senta que lá vem história. O forte da casa são os petiscos e a cozinha da casa conta com 4 "áreas": churrasqueira, pastelaria, bar e cozinha de petiscos. São mais de 50 opções de petiscos, dentre coxinhas de frango, camarão, caranguejo e bacalhau, pastéis e empadas,  acochadinho de charque, escondidinho de carne de sol, casquinha de caranguejo, linguiças (vindas de Formigas/MG), caldos, espetos, etc. Olhem que pousou pra gente.

Patela de caranguejo a milanesa: para tudo! Isso sim é jeito decente de comer caranguejo, e não aquela coisa desumana de ficar meia hora tentando quebrando sem esmagar para comer um filete de carne. Deliciosa, bem temperadinha, de comer até o fim. Custa R$ 31,20. Curiosidade: essas patelas vêm do Pará e elas são tiradas do caranguejo sem matá-lo e depois ela nasce de novo. Morreria sem sabe disso.



Espetinho de queijo coalho com camarão (R$ ?) e camarão rosa (R$ 14,20): 


Casquinha de caranguejo, por R$ 5,20:


Bolinho de  caranguejo, R$ 36,20 com 8 unidades: vale muito, é mesmo uma gostosura e essa farofinha e o vinagrete idem!


Filet Mignon com queijo: tudo de muito bom.


Espetinho de picanha (R$ 9,60) e de frango com bacon (R$ 6,20):


Coxinha de camarão, que vale por uma refeição de tão grande! Por R$ 8,60. 


Caldeirada de frutos do mar: praticamente um caldo delicioso com mix de frutos do mar.  



De pratos principais, steak poivre vert, picanha na chapa, camarão à parmegiana, robalo ao molho de camarão com opções de porções para 2 pessoas ou individuais. Ah, e pretendem ter pratos temporários de culturas regionais, como cozidão, caruru, feijoada.

Para sobremesa, cartola (provei um teco e achei excelente, especialmente para quem não é fã de sobremesas muito doces), bolo de rolo com sorvete, picolé Diletto e petit gateu. 

A semelhança com o Boteco é gritante, né? Realmente. Um dos donos e vários garçons vieram de lá mesmo, o que eu considero uma boa referência para a casa. E disseram os valores são um pouco menores. 

O Botequim 208 só abre no almoço aos sábados, feriados (12h às 2) e domingos (das 12hs à meia noite). No dias úteis, segunda a quinta, das 17hs à 01h, sexta das 16hs às 2hs. 

Tem também happy hour de segunda a sexta com chopp Brahma duplo. Não anotei o horário :(

Gostamos bastante e a comida estava realmente muito boa, conforme a proposta da casa. Quero muito voltar, a paisana (hehehehe), pra gente ver se a casa tá mantendo tudo em cima!

Botequim 208
Endereço: CLS 208, Bloco C, loja2
Telefone: (61) 3244-2799

Beijocas. Vanessa.

20 comentários:

  1. O chopp que "Passa por rigoroso processo de refrigeração" parece coisa de publicitário. hehehe

    Parece interessante, vou esperar um tempo para a casa se ajustar e visitarei. Ser da linhagem do Boteco já é um bom chamariz.

    R$ 5,20 por 200ml de chopp não tá meio caro não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O "Passa por rigoroso processo de refrigeração" é publicitário mesmo, tá no release delels :) Mas, passa mesmo, tem um refrierador imenso lá embaixo do balcão.
      Eu gostei bastante da comida, ainda que tenha ido na casa num dia em condições perfeitas de temperatura e pressão. Boto fé que valerá a pena.
      Sobre o preço do chopp, acredita que não sei, mas depois q vc falou me pareceu alto. Nunca bebo chopp. Ou cerveja decente, ou suco natural :)

      Excluir
    2. Muito me preocupa esse foco de marketing no "processo". Quando o que mais importa é a qualidade do que está dentro do barril...

      Excluir
  2. Muita semelhança com o Boteco... Mas conforme dito acima, semelhanças de referências boas são bem vindas!!!

    Destaque para o chão que se não me engano é semelhante ao calçadão de Ipanema...

    Vou conferir... adoro o Boteco... talvez esse entre também nas minhas preferências de botecos...

    ResponderExcluir
  3. Outra coisa....

    Essas patinhas de carangueijo... só havia encontrado assim em Fortaleza... Mta vontade de provar... ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabiana, eu acho que o chão foi "aproveitado" porque ali ficava o Bar Leblon. Eu acho.
      Os caras do Botequim 208 arrasaram nessas patinhas de caranguejo, né? Achei demais!
      Bjo!

      Excluir
  4. Olá, Vim fazer um comentário não só pelo botequim 208, mais em si pelo blog que está de parabéns...não conhecia, mas como gosto muito de assuntos relacionados a gastronomia, cervejarias...confesso que não tenho muita experiência, mais eu e minha esposa adoramos acompanhar materias e documentários relacionados, mais gostei muito da maneira como você aborda os assuntos e locais visitados, passa muita sinceridade em suas palavras, obrigado mesmo por registrar estes lugares e momentos tão legais =)

    ResponderExcluir
  5. Não concordo que todos gostem de Bar, quem não bebe geralmente não acha muita graça...
    Cardápios grandes normalmente me causam desconfiança, geralmente a qualidade sai prejudicada em nome da variedade.
    Ainda não consegui enxergar as virtudes do tal 'Boteco', então a semelhança não me diz muito...
    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quem não bebe pode ficar curtindo a bebedeira alheia! é divertido tb ser o único sóbrio na mesa e observar bem trejeitos de gente calibrada.
      e bar não é apenas beber, é comer, bater papo, socializar...

      Excluir
  6. Sempre achei o Boteco meio "overrated". Pela lotação constante, o errado devo ser eu, né? Mas acho o atendimento de lá fraquinho, não suporto aquela comida morna de tanto rodar e os preços não se justificam por nada.

    Agora, o Botequinho 208 eu curti demais. Nas duas vezes em que eu fui, gostei do atendimento, da comida, do som ambiente e até dos preços!

    Tem tudo pra bombar, só espero que eles mantenham essa qualidade! Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que eu também não sou tão fã do Boteco. Nas últimas vezes que fui, tinha gente saindo pelas cucuias e o atendimento não foi bom. Mas eu sempre fui exceção, todos a minha volta adoram!
      Voltamos ao Botequim 208 um dia desses e foi legal. Entretanto, era domingo, só tinham duas mesas ocupadas. Então, não deu ainda pra saber se funciona bem com a casa cheia.

      Excluir
  7. Bem, primeiro gostei do blog. à parte o comentário institucional do processo do chopp rsss. Agora... chopp com colarinho ou sem colarinho não precisa ser exaltado assim por ser servido, pois em qualquer bar que eu já fui, aqui, sp, rj ou amapá, quando eu peço sem colarinho ele misteriosamente vem ! rssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eheheheh..sobre o processo do chopp, eu fiz questão de colocar porque há chopps Brahma nessa cidade simplesmente intragáveis, como o do Chez Michou na 207 norte. Considerando que tudo seja chopp Brahma mesmo, eu acredito que a diferença esteja no armazenamento ou sei lá o que.

      Excluir
  8. Nossa!!
    Se eu já queria conhecer o local, agora deu mais vontade ainda :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá e seja feliz! E depois volte para contar se tudo continua bem por lá :)

      Excluir
  9. Adorei o lugar!!!! A semelhança com o boteco e só no cardápio escrito, pois na realidade tudo que eu comi estar bem melhor, desda farofa a coxinha de camarão que é bem mais recheada e gostosa, o atendimento então nem se fala, faz tempo que nao vejo algo tão bom assim em brasilia, espero que continue com essa qualidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que boa notícia, Lucas.
      Também espero que sobrevivam à Brasília.
      Até mais!

      Excluir
  10. Não sou uma botequeira, mas o Hilmar ama e com certeza vai aparecer por lá. O atendimento sendo bom já é meio caminho andado pra um boteco. Se servir chopp correto e "comidinhas" bem executadas, pronto!

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito do post! Parabéns!
    Agora pra quem aprecia um chopp claro ou escuro, cremoso e feito de maneira artesanal, precisa conhecer o da Cervejaria Kremer! Acesse o site do chopp kremer e saiba mais sobre como disponibilizar este delicioso chopp aos seus clientes ou em sua festa ou evento! Recomendo! http://www.choppkremer.com.br

    ResponderExcluir